Dor de ouvido e dor de cabeça: uma junção cruel

Publicado em 09/12/2020

 Causas

Apesar de afetar mais crianças que adultos, a dor de ouvido não é restrita só para um nicho. Todos podem sentir, inclusive, quem já sentiu, sabe o quanto é incômoda e desagradável.

Nenhuma dor é boa, mas a dor de ouvido causa ainda mais aversão porque o incômodo que ela causa se estende pela cabeça - ocasionando muito desconforto. Até por isso, com ela, também aparecem as dores de cabeça.1

As dores de ouvido têm um histórico de acontecer mais com crianças. Até os 3 anos de idade, 8 em cada 10 terão pelo menos um episódio, algumas ainda terão 6 vezes (ou mais) até os 10 anos. Quando diz respeito aos adultos, os casos não são tão recorrentes, entretanto, o risco ainda existe e afeta mais os homens que as mulheres.1

Por isso é tão importante entender quais os tipos de dores de ouvido, os sintomas relacionados - como a dor de cabeça - e possíveis formas de evitar essa dor. 

Quais tipos de infecções de ouvido existem?

Para entender quais os tipos de infecções podem acontecer no ouvido, é essencial conhecer a estrutura desse órgão. Ele é constituído pelo ouvido externo, médio e interno: o externo capta o som; o médio tem os ossos que conectam o tímpano ao ouvido interno; e o interno mantém o equilíbrio e o órgão da audição.1

As infecções que podem ocorrer no ouvido são conhecidas como otites. Elas podem ser:

  • otite externa aguda: comum no verão pelo calor, umidade e excesso de exposição à água na parte externa do ouvido - essas condições facilitam a proliferação de vírus e bactérias. Além do excesso de manuseio de objetos nos ouvidos, como as hastes flexíveis, que podem machucar e também facilitar a entrada de bactérias.1
  • otite média aguda: aparece em função de gripe, resfriado, rinite, sinusite, adenoidite e surge mais durante o inverno. Afeta a parte média do ouvido e é bem comum em crianças. Também costuma vir acompanhada de dores de cabeça.1
  • dor de ouvido reflexa: a dor acontece em razão de outras situações como alterações nos dentes ou na articulação temporomandibular (ATM), inflamação da garganta, tumores na cabeça e no pescoço. Esses quadros também podem vir acompanhados de dores de cabeça.1

Além da dor de cabeça, quais os outros sintomas das dores de ouvido?

As dores de ouvido, dependendo do tipo de problema, podem variar de intensidade leve à intensa e a sensação de dor tende a aumentar se a região for tocada ou pressionada. Além da dor de ouvido, também é comum aparecer:

  • vermelhidão;
  • inchaço;
  • coceira;
  • pus ou odor intenso no canal auditivo;
  • febre;
  • agitação e irritação;
  • tontura e vertigem;
  • perda de apetite;
  • dor de cabeça;
  • dor forte irradiada para o pescoço;
  • sensação de ouvido tampado ou surdez;
  • mal-estar geral.1

A dor de ouvido pode ter diversas razões, as mais comuns são infecções por vírus, bactérias e fungos, grandes causadores também de dores de cabeça.1

O que também pode favorecer o aparecimento das dores de ouvido são: alta exposição à água; traumas, principalmente, pelo uso indevido e/ou incorreto de objetos na parte externa da orelha; e presença de cera endurecida ou ressecada.1

Como tratar a dor de ouvido e evitar as dores de cabeça?

A dor de ouvido não é uma dor tão comum de aparecer, como a dor de cabeça. Por isso, não prolongue o diagnóstico, assim que ela surgir, procure um médico, de preferência um especialista, como o otorrinolaringologista.1

O diagnóstico costuma ser baseado no exame clínico e no físico com o auxílio do otoscópio (aparelho que permite enxergar a parte interna do ouvido). Em casos mais específicos, podem ser necessários também testes sanguíneos e de imagem.1

Com a descoberta do quadro, o tratamento é iniciado, lembrando que ele depende das características de cada um. Geralmente, são direcionados analgésicos, antitérmicos, gotas otológicas, ceruminolíticos (para amolecer a cera), anti-inflamatórios e antibióticos.1

Como prevenir para não ter dor de ouvido?

Fugir das complicações de saúde é difícil, mas algumas atitudes evitam que elas apareçam com frequência, no caso da dor de ouvido não é diferente. Por isso, para evitar dores de cabeça e de ouvido, principalmente, a otite externa, procure: 

  • proteger o ouvido da entrada de água; 
  • secar bem a orelha;
  • não usar objetos ou o dedo para limpar o ouvido;
  • evitar o uso prolongado de fones de ouvido e protetores auriculares;
  • aprender o jeito certo de fazer a higienização do local.1

Com essas atitudes simples, é possível aumentar as chances de ficar sem dores de ouvido e também sem as dores de cabeça que acompanham.

Por isso, acrescente na sua rotina esses cuidados. É importante manter alguns hábitos saudáveis, uma vez que eles afetam diversas áreas da vida. Viver com mais tranquilidade e sem dores, é bem melhor, não é?1

1. Dor de ouvido: bactérias, má higiene e até umidade provocam o problema. Acesso em: 26 de outubro de 2020.

Tags:

  dor de ouvido

  dor de cabeça

  dores de ouvido

  dores de cabeça

  otite

Este artigo foi útil?
Sim
Não
Usuários que acharam esse artigo útil:

Recomendados para você