Som alto pode dar dor de cabeça?

Publicado em 13/01/2021

 Causas

Sons muito altos podem ser prejudiciais à saúde, já que tendem a levar à perda de audição total ou gradativa. Sinais que apontam essa complicação podem ser dificuldade auditiva, dor de cabeça, zumbido e/ou tontura.

A tolerância do ruído (tempo que uma pessoa aguenta ficar com som ligado sem complicação auditiva) tem ligação direta com o tempo de exposição e a intensidade do som; quanto maior ela for, menor o tempo de exposição deve ser. O recomendado para que não ocorra riscos à audição ou sintomas, como a dor de cabeça, é que seja em torno de 85 decibéis (dB) em um tempo máximo de 8 horas por dia.1,2

Como forma de comparação, o ruído de um ônibus está em torno de 85 decibéis. Entretanto, para ouvir com clareza dentro dele, se alguém estiver com o fone de ouvido, a música precisa estar pelo menos 20 decibéis acima, ou seja, o valor então chegaria a 105 decibéis. Essa altura só não é prejudicial para a audição por um tempo máximo de 30 minutos por dia. Porém, geralmente, ainda mais entre a população jovem, esse tempo costuma ser bem maior.2,3

Pesquisas apontam que 80% dos jovens ouvem música com fones de ouvido em volume superior ao limite considerado seguro. Por isso, vale o conhecimento e a atenção ao volume e possíveis complicações derivadas dele, uma vez que os danos à audição costumam ser irreversíveis. Logo, todo cuidado é pouco.2

Por que o som muito alto causa perda de audição?

Quando o ruído escutado é maior que o ideal, acontece uma degeneração nas células da cóclea, órgão sensorial da audição localizado na parte interna do ouvido. Ao parar com o som, as células voltam ao estado normal, porém essa atividade de degenerar e recuperar não é constante.1

Com o tempo - no período de cinco a dez anos, em média - as células perdem essa capacidade de regeneração, então a perda de audição permanece. Se medidas não forem tomadas, esse processo pode evoluir até a perda total da audição.1

Existem alguns sinais que podem indicar que a audição está sendo perdida, como:

  • necessidade de aumentar o volume de algum aparelho com som para ouvir;
  • dificuldade em entender o que as pessoas falam;
  • ansiedade e irritação;
  • alterações no sono;
  • alteração nos batimentos cardíacos.1

O estresse, a ansiedade e as alterações no sono causadas pelo alto volume dos sons também têm influência direta no aparecimento das dores de cabeça, uma vez que esses sintomas são alguns dos principais desencadeantes da dor de cabeça tensional

Como evitar as dores de cabeça por sons altos?

Caso o uso de fone de ouvido com volume muito alto seja uma ação corriqueira, é importante parar o quanto antes para evitar tanto a dor de cabeça, quanto danos auditivos permanentes no futuro.1

Algumas dicas importantes para evitar complicações:

  • Procure ouvir músicas até o volume médio disponível no aparelho utilizado. 
  • Para verificar se o som está acima do ideal, pergunte para outra pessoa se ela consegue ouvir o que está saindo do seu fone de ouvido, se sim, diminua o volume.
  • Faça exame preventivo, como a audiometria (que avalia a capacidade do paciente de ouvir estímulos sonoros) a cada dois anos. 

Caso trabalhe em alguma função que fique exposto a sons altos diariamente, faça esse exame uma vez por ano ou a cada seis meses. 

Fique atento à sua audição e, caso note alguma alteração, procure um médico. 

Tome cuidado com sons altos e frequentes, uma vida sem dor de cabeça e sem complicações da audição dependem do seu cuidado. 

1. Hospital Sírio Libanês. Hábito de usar fone de ouvido pode levar adolescente à perda auditiva. Acesso em: 17 de novembro de 2020.ds

2. Revista Exame. 80% dos jovens abusam dos fones de ouvido, aponta estudo. Acesso em: 18 de novembro de 2020.

3. Saúde Business. Mitos e verdades sobre o uso do fone de ouvido. Acesso em: 17 de novembro de 2020.

Tags:

  sem dor de cabeça

  dores de cabeça

  dor de cabeça

  audição

  fone de ouvido

Este artigo foi útil?
Sim
Não
Usuários que acharam esse artigo útil:

Recomendados para você