Vírus: o inimigo (quase) invisível para dor de cabeça

Publicado em 04/12/2020

 Causas

Os vírus podem causar muitas complicações ao corpo humano. Quando não tomamos os cuidados necessários podem passar de viroses comuns à complicações mais sérias, com sintomas de dor de cabeça à desidratação crônica.

Infecções causadas por vírus são mais comuns do que as causadas por bactérias, uma vez que as viroses são mais fáceis de serem transmitidas. Elas podem ser desencadeadas por diversos tipos de vírus e, com isso, causar inúmeras complicações.1

O termo virose, entretanto, de forma geral, é utilizado para abranger ainda mais infecções agudas que atingem o trato respiratório ou gastrointestinal, que são mais frequentes e têm um tempo de resposta menor. E os sintomas mais comuns são a febre, mal-estar, dores na cabeça e no corpo.1

O diagnóstico desses casos precisa ser feito por um médico para identificar qual o tipo de vírus é o responsável pelo quadro e, então, indicar o melhor tratamento. Conhecer algumas reações também facilita a identificação e a procura de um profissional.1

Como saber qual vírus está causando a dor de cabeça? 

Para identificar se as dores de cabeça estão ligadas ao vírus contraído, é importante conhecer quais doenças virais desenvolvem o sintoma e quais possíveis vírus ligados a elas. Alguns exemplos são:

Chikungunya: causada pelo vírus Chikungunya (CHIKV).

  • Transmissão: pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado com o vírus
  • Sintomas: A doença tem sintomas parecidos com os da dengue - febre, dor nas costas, dor de cabeça e dores intensas nas articulações, sendo a última sua principal característica.
  • Tratamento: não existe um tratamento específico, por isso é importante manter o paciente hidratado.
  • Prevenção: cuidados básicos com o corpo, repelentes, tela de proteção em janelas, portas e roupas que cubram o corpo.2

Caxumba: a doença é causada pelo paramyxovirus da classe rubulavirus, 

  • Transmissão: por meio de gotículas de saliva do doente, que possui o vírus e, na maioria das vezes, se manifesta na infância. 
  • Sintomas: febre, dor na face, aumento do volume das glândulas salivares, dor de cabeça e no corpo. 
  • Tratamento: não existe tratamento específico. Por recomendação médica, é indicado repouso, o uso de medicamentos analgésicos e observação do caso. 
  • Prevenção: vacinação. Atentar-se às datas e manter a indicação: primeira dose aos doze meses e a segunda, entre quatro e seis anos.3

Influenza: também conhecida como gripe espanhola, é considerada uma virose respiratória causada pelos vírus Influenza A e B. 

  • Transmissão: é disseminado por gotículas de secreções e é bastante contagioso.
  • Sintomas: febre, tosse e dor de cabeça são comuns e trata-los no início é necessário para que evite complicações como pneumonia.
  • Tratamento: se descoberto no início do caso, o médico pode indicar remédios, como Oseltamivir, o Zemanivir e o Baloxavir. 
  • Prevenção: vacinação para os dois tipos de influenza.4

Dengue: doença febril causada por vírus.

  • Transmissão: é feita pelo mosquito Aedes aegypti
  • Sintomas: febre alta com início súbito (39°C a 40°C), forte dor de cabeça, dor atrás dos olhos, perda do paladar e apetite, manchas vermelhas na pele, náuseas, vômito, cansaço extremo, moleza, dor no corpo, dores nos ossos e nas articulações, dor abdominal.
  • Tratamento: não existe um específico, somente é possível tratar os sintomas e é recomendado tomar muito líquido para evitar a desidratação.
  • Prevenção: se já teve uma vez, é possível tomar a vacina para impedir o segundo contágio. Caso ainda não, a única forma é usar repelentes, tela nas portas e janelas e evitar lugares com foco da doença.5

Atente-se aos cuidados e evite a dor de cabeça

Essas viroses têm em comum não apenas o sintoma da dor de cabeça, mas também a dificuldade em prevenir-se da invisível contaminação do vírus. Por isso, é importante manter hábitos saudáveis e fazer o possível para não se contaminar. Algumas opções para isso são:

  • Higienizar as mãos com frequência; 
  • Manter distanciamento social de pessoas com sintomas; 
  • Evite tocar com frequência o nariz, boca e olhos com as mãos sujas; 
  • Usar repelente em áreas com muitos insetos;
  • Lavar as mãos com regularidade;
  • Beber bastante líquido;
  • Ter uma alimentação saudável, para ajudar o corpo a combater a doença.1

Preze pela saúde e bem-estar, cuide-se e leve uma vida saudável. Assim, o seu corpo ficará mais forte para se curar de possíveis viroses e também para evitar dores de cabeça

1. Virose causa febre e diarreia; veja como se prevenir e reduzir sintomas. Acesso em: 19 de outubro de 2020.

2. Hospital Albert Einstein. Chikungunya. Acesso em: 19 de outubro de 2020.

3. Hospital Albert Einstein. Caxumba. Acesso em: 19 de outubro de 2020.

4. Hospital Albert Einstein. Influenza: principais informações.  Acesso em: 19 de outubro de 2020.

5. Hospital Albert Einstein. Dengue. Acesso em: 19 de outubro de 2020.

Tags:

  vírus

  virose

  dor de cabeça

  dores de cabeça

Este artigo foi útil?
Sim
Não
Usuários que acharam esse artigo útil:

Recomendados para você