Dor de cabeça em crianças: causas, sintomas e tratamentos

Publicado em 12/04/2020

 Sintomas

A dor de cabeça pode ser o pesadelo das crianças! Impacta o convívio social, as atividades diárias e pode provocar mudanças de humor.

Crianças podem apresentar dores de cabeça por diversas razões, desde doenças que aparecem no dia a dia, como gripe, intoxicação alimentar e dor de dente, até dores frequentes que se tornam crônicas, geralmente, associadas a períodos longos de estresse.1

É sempre importante levar a dor de cabeça a sério, pois em muitos casos ela pode representar patologias mais graves, como tumor cerebral.1

Quais são os tipos de dores de cabeça mais comuns em crianças?

Assim como os adultos, crianças também podem apresentar dores de cabeça ocasionadas por motivos diferentes. Entenda melhor sobre os tipos de cefaleia presentes na infância:

Cefaleia Aguda

É a primeira dor de cabeça que a criança pode sentir na vida. Ela aparece de forma moderada, capaz de aumentar a intensidade em poucos minutos ou horas.1

Esse tipo de cefaleia surge durante crises de sinusite ou otite, devido à infecção localizada na região da face. Problemas dentários como cárie, inflamação na gengiva e problemas de vista, como o astigmatismo, também provocam o sintoma.1

Cefaleia Crônica Recorrente

A dor de cabeça sentida pelos pequenos, neste caso, aparece com maior frequência, podendo ser causada pela sensibilidade à luz ou pelo estresse e ansiedade.

Cefaleia Crônica Progressiva

O quadro de Cefaleia Crônica Progressiva acontece quando a criança apresenta uma recorrência ou uma piora de outro tipo de cefaleia, como a Tensional. Em situações assim, é necessário procurar um neurologista para obter um diagnóstico e avaliar se há a presença de doenças graves.1

Doenças que causam dor de cabeça

Infecções, viroses e resfriados são exemplos de doenças recorrentes em crianças, que apresentam a dor de cabeça como sintoma. Por este motivo, é muito importante considerar a presença de outros indícios, como enjoo, febre e tontura. Fique atento aos sintomas apresentados pela criança e busque acompanhamento médico para identificar possíveis doenças que precisam de tratamentos específicos.1,2

É possível evitar a dor de cabeça infantil?

É possível prevenir os episódios de dor de cabeça ao tratar os gatilhos, como rinite e sinusite, que aparecem em casos de cefaleias provocadas por doenças. Ou então, buscar acompanhamento de um psicólogo, impedindo o agravamento do estresse e da ansiedade e, consequentemente, da dor de cabeça provocada pela tensão.1,2

Evitando os causadores da dor, as crises de cefaleia diminuem. Crianças felizes são crianças sem dor de cabeça! Caso os sintomas persistam ou piorem, consulte um médico.1,2

1. ARRUDA, Marco A. Abordagem clínica das cefaléias na infância. Medicina (Ribeirão Preto), v. 30, n. 4, p. 449-457, 1997. Acesso em: 16 de Março de 2020.

2. BOSCO, Abelardo et al. Cefaleia em crianças: sinal de vulnerabilidade ao stress: estudo comparativo em dois hospitais publicos. 2006. Acesso em: 16 de Março de 2020.

Tags:

  criança

  infantil

  infância

  cefaleia

  dor de cabeça

  sem dor de cabeça

Este artigo foi útil?
Sim
Não
Usuários que acharam esse artigo útil:

Recomendados para você