Fibromialgia e as dores de cabeça

Publicado em 27/01/2021

 Sintomas

A fibromialgia é uma condição que se caracteriza pela dor muscular generalizada, crônica e sem inflamação nos locais da dor. Além de dores por diversas partes do corpo, ela também pode desencadear dores de cabeça.

A fibromialgia é uma doença que atinge de 2 a 10% da população mundial, de jovens a pessoas de meia-idade (20 a 50 anos) em uma proporção de 7 mulheres para cada homem. Porém, apesar dessa predominância, ela pode se estender a pessoas de qualquer idade ou gênero.1,2

O quadro de fibromialgia, geralmente, não é isolado, muitas vezes acontece com doenças “comórbidas” (uma doença em conjunto com a outra) como: síndromes somáticas funcionais (como Síndrome do Intestino Irritável), distúrbio de ansiedade, depressão e doenças reumáticas. Essas que também podem levar a dores de cabeça em pessoas mais sensíveis.1

Qual a causa da fibromialgia e quais possíveis sintomas?

Os sintomas que podem existir em quem possui essa síndrome são:

  • dores generalizadas - espalhadas pelo corpo e articulações;
  • dores com duração de tempo superior a 3 meses;
  • fadiga e cansaço durante o dia;
  • dor de cabeça;
  • distúrbios do sono;
  • rigidez matinal;
  • ansiedade;
  • parestesias (sensações como frio, calor, formigamento, adormecimento - podendo acontecer em diversas regiões da pele).1,2

A fibromialgia é causada por estímulos captados e interpretados de maneira errada pelo cérebro. Ou seja, situações comuns, como um aperto de mão, podem levar a dores intensas, uma vez que o processamento sensorial do cérebro em pessoas que sofrem de fibromialgia é alterado, logo, a dor sentida é maior.1,2

Existe uma suspeita de ser um caso de fibromialgia quando a dor - que pode acontecer em diversos lugares do corpo - não é causada por nenhuma lesão ou inflamação. Na maioria dos casos, são dores musculoesqueléticas - que podem ser causadas por doenças nos ossos, articulações, músculos, tendões, ligamentos, ou uma combinação desses quadros clínicos.1

Pela fibromialgia causar distúrbios do sono, fadiga e ansiedade, além dos quadros de dores em outras partes do corpo, é possível também que a pessoa sinta dores de cabeça tensionais - uma vez que podem ser causadas por esses motivos.1,2

Como é feito o diagnóstico da fibromialgia?

A avaliação da doença se dá pelos sintomas relatados pela pessoa em uma consulta médica. Não existe um teste laboratorial ou um marcador específico disponível para o diagnóstico de fibromialgia. Ele é baseado, principalmente, no tempo em que a dor está sendo sentida pelo paciente. Se for de no mínimo 3 meses (fundamento para uma dor ser considerada crônica), já pode existir uma suspeita do quadro.1

Além disso, para a confirmação do diagnóstico, um histórico considerando um conjunto de sintomas que são critérios para a fibromialgia é requerido, esses são: dores crônicas, fadiga, sono, dores de cabeça e extensão de problemas somáticos (sintomas relacionados a distúrbios emocionais).1

Depois do exame clínico e físico, cabe ao médico avaliar se os sintomas atendem aos critérios predefinidos para comprovar o quadro e excluir outros possíveis, como o de doenças somáticas. 1,2

Qual o tratamento para fibromialgia?

O tratamento deve ser indicado por um médico especialista, no caso da fibromialgia, o reumatologista, responsável por cuidar dos problemas inflamatórios das articulações e tecidos que as cercam (ossos, músculos, tendões e ligamentos).1

Geralmente, dois tipos de tratamento são indicados, o farmacológico e as terapias alternativas. O primeiro consiste no uso de medicamentos como antidepressivos, ansiolíticos, analgésicos e relaxantes musculares. Já o segundo pode ser terapia, yoga, acupuntura e quiropraxia.1

Importante pontuar que, para existir melhora nas dores de cabeça e nas dores no corpo com os tratamentos indicados pelo médico, também é necessário ficar atento à alimentação, ter boas noites de sono e manter hábitos saudáveis.2

Alguns alimentos podem amenizar os sintomas por conter na sua composição o triptofano (que aumenta a produção de serotonina - hormônio regulador de humor) que tende a ajudar a lidar melhor com o quadro, por apurar a resposta a dor e também causar sensação de bem-estar, são eles:

  • mel;
  • açaí;
  • nozes;
  • peixes;
  • banana; 
  • damasco;
  • arroz integral;
  • carnes magras;
  • queijos brancos;
  • iogurte desnatado.2

Viva melhor com a fibromialgia

A convivência com uma doença que causa dores crônicas não é fácil, mas pode ser amenizada com uma mudança positiva no estilo de vida. Por isso, fique atento aos alimentos consumidos, pratique exercícios físicos e conte com o auxílio de um médico. Dessa maneira, conviver com as dores de cabeça e dores no corpo da fibromialgia pode ser menos complicado. Priorize seu bem-estar!

1. Pedmed. Fibromialgia: saiba mais sobre essa doença. Acesso em: 23 de novembro de 2020.

2. Hospital Sírio Libanês. Entenda tudo sobre: Fibromialgia. Acesso em: 23 de novembro de 2020.

Tags:

  dor de cabeça

  dores de cabeça

  fibromialgia

Este artigo foi útil?
Sim
Não
Usuários que acharam esse artigo útil:

Recomendados para você