Quando se preocupar com a dor de cabeça?

Publicado em 18/12/2020

 Sintomas

A dor de cabeça pode surgir por muitos motivos, entretanto, existem algumas que precisam de uma atenção extra, uma vez que podem estar relacionadas a outros problemas.

Existem dois tipos de dores de cabeça, as primárias e as secundárias, enquanto em uma, a dor de cabeça é a doença, na outra, ela é derivada de outras doenças.1

Com isso, as secundárias tendem a exigir um pouco mais de atenção, já que, quando não tratadas, podem ter consequências graves. As primárias, apesar de também possuírem alguns tipos incapacitantes, tendem a ser menos extremas quando diz respeito a complicações nos quadros.1

Grande parte das dores de cabeça sentidas corriqueiramente não são derivadas de doenças graves, porém é importante conhecer alguns sinais para que, caso haja identificação, um médico especializado seja contatado e o quadro não piore.1

Preste mais atenção na sua dor de cabeça

As dores de cabeça primárias ou secundárias podem se tornar preocupantes quando:

  • desenvolvem após os 50 anos;
  • são muito severas;
  • aumentam com a tosse ou movimento;
  • pioram progressivamente;
  • são acompanhadas de mudanças de personalidade;
  • aparecem com olho vermelho;
  • acontecem depois de um golpe na cabeça;
  • acordam a pessoa;
  • impedem atividades diárias;
  • estão associadas à febre, rigidez de nuca, confusão mental, distúrbios de fala.1

Ao reconhecer alguns desses sintomas junto à dor de cabeça, é essencial procurar por um médico para avaliar o caso. Quanto mais cedo o tratamento for iniciado, maiores as chances de um resultado positivo. 

Se o quadro for derivado especificamente de uma dor de cabeça secundária, o tratamento vai passar por um especialista de acordo com a doença identificada. Alguns possíveis quadros são:

Como diagnosticar as dores de cabeça?

Somente um médico consegue dar o diagnóstico correto do que está desencadeando as dores de cabeça, por isso, identificando os sinais, procure um profissional. 1

Com a descrição das características da dor de cabeça (exame clínico), dependendo do caso, o quadro já é determinado. Inclusive, grande parte deles, quando primários, passam somente pelo clínico. Caso não seja possível dessa maneira, outros exames são pedidos para confirmar o diagnóstico de acordo com a necessidade.1

É muito importante prezar por uma opinião médica, uma vez que o autodiagnóstico tende a levar à automedicação, que pode causar prejuízos à saúde corporal, podendo piorar a dor de cabeça ao invés de melhorar.1

Como evitar as dores de cabeça? 

Não existe um método capaz de eliminar todas as chances de ter dor de cabeça, entretanto, é possível ter hábitos saudáveis que ajudam o corpo a ter uma imunidade mais forte para lidar melhor com sintomas adversos.1

Para isso, mude sua rotina! Como? Saiba mais sobre quantidade saudável de água e sua importância para saúde. Conheça os alimentos ricos em vitaminas que podem ser ótimos aliados para uma vida com qualidade e faça exercícios físicos frequentemente. Invista em você!

Procure manter uma rotina tranquila e evite ao máximo crises de estresse e ansiedade - grandes causadores das dores de cabeça tensionais.1

Dedique mais tempo à sua saúde mental e física. Seja mais responsável com a sua qualidade de vida. 

1. Dor de cabeça - quando se preocupar com ela? Acesso em: 09 de novembro de 2020.

Tags:

  dor de cabeça

  dores de cabeça

Este artigo foi útil?
Sim
Não
Usuários que acharam esse artigo útil:

Recomendados para você