Você sente dor de cabeça ao acordar?

Publicado em 26/05/2020

 Sintomas

Os gatilhos para a dor que aparece de manhã agem durante a noite, atrapalhando o sono.

Começar o dia sentindo dor é desagradável para qualquer pessoa. Essas dores de cabeça matinais podem ser o resultado da baixa qualidade do sono provocada por fatores externos. Para saber como evitar que o sintoma apareça pela manhã é preciso prestar atenção em como foi sua noite.1

A má qualidade do sono pode dar dor de cabeça

Dormir por menos tempo do que é preciso atrapalha a liberação de hormônios que preparam o corpo para o dia seguinte. Por isso, você não consegue relaxar e pode sentir dores de cabeça. Para saber quantas horas por noite você precisa dormir para ter uma boa qualidade de sono, consulte um médico e tenha orientações específicas para o seu caso.

A dor também surge quando você ignora o despertador e fica por mais tempo dormindo. Isso porque, quando essas horas de sono são extrapoladas, o organismo diminui o fluxo sanguíneo no cérebro.1

Ao estabelecer e cumprir horários de sono, é possível reeducar o seu relógio biológico e descansar o suficiente para ficar sem dor de cabeça. Inclusive nos finais de semana, assim, você acorda com mais disposição.1

Quarto barulhento e muito iluminado interfere na qualidade do sono

Preparar o ambiente é tão importante quanto estabelecer horários para dormir. Passar a noite em lugares barulhentos e muito iluminados interfere na qualidade do sono, provocando a dor de cabeça e o estresse ao acordar. Barulhos e luzes fortes são gatilhos para a dor, principalmente à noite, porque são capazes de atrapalhar a produção de melatonina, hormônio que é responsável por regular o sono.2

Se possível, opte por dormir em um quarto com todas as luzes apagadas e desligue todos os aparelhos que possam fazer barulhos durante a noite. Assim, você vai ter um sono muito melhor, evitando que a dor de cabeça apareça pela manhã.2

Doenças noturnas que afetam o sono e causam a dor

Algumas doenças provocam sintomas noturnos, responsáveis pelo surgimento da dor de cabeça.3,4

O bruxismo é o hábito de ranger os dentes e tensionar a mandíbula durante a noite. Esse esforço na região do rosto é a explicação para a dor de cabeça que aparece acompanhada da dor nos músculos da mandíbula e pescoço ao acordar.3,4

A apneia do sono provoca a dor de cabeça pelo bloqueio que acontece nas vias aéreas, diminuindo a quantidade do oxigênio no corpo. Sintomas como o ronco, engasgo noturno e a dor de cabeça ao acordar aparecem.3,4

Como são doenças, é preciso acompanhamento médico. Realizando o tratamento indicado da maneira correta, você reduz as chances de apresentar sintomas, incluindo a dor de cabeça.3,4

A posição em que você dorme também pode dar dor de cabeça

Dormir em uma posição desconfortável pode ser um dos motivos da dor matinal. Quando o corpo fica por muito tempo em uma posição torta, nervos do pescoço podem ser pressionados, provocando o sintoma.5

Embora você não consiga controlar a posição enquanto dorme, deitar de maneira correta pode ajudar a impedir a dor de cabeça. Evite deitar encolhido na cama, busque ficar com o corpo esticado, assim, você impede que os nervos sejam afetados.5

E, claro, a ressaca!

É comum acordar com fortes dores de cabeça após exagerar na bebida na noite anterior. O sintoma aparece pela desidratação que o álcool causa e pelo esforço que o corpo faz para eliminar essa substância.6

Algumas dicas podem ser valiosas para quem gosta de beber e quer evitar a ressaca no dia seguinte: intercale as bebidas alcoólicas com copos de água, evite beber de estômago vazio e descanse o suficiente para que seu corpo recupere energias.6

Atitudes simples podem te ajudar a evitar acordar com o sintoma. Cuide ao máximo da qualidade do seu sono e da sua saúde. Assim, você fica sem dor de cabeça ao acordar.6

1. MÜLLER, Mônica Rocha; GUIMARÃES, Suely Sales. Impacto dos transtornos do sono sobre o funcionamento diário e a qualidade de vida. Estudos de psicologia (Campinas), v. 24, n. 4, p. 519-528, 2007. Acesso em: 14 de Maio de 2020.

2. PIMENTEL-SOUZA, Fernando. Efeitos da poluição sonora no sono e na saúde em geral–Ênfase urbana. Revista Brasileira de Acústica e Vibrações, v. 10, p. 12-22, 1992. Acesso em: 14 de Maio de 2020.

3. TEIXEIRA, Márcio et al. Bruxismo: o desgaste dental em resposta à interferência oclusal e ao stress. Revista Odontológica do Brasil Central, v. 5, n. 13, 1995. Acesso em: 14 de Maio de 2020.

4. BURGER, Ruth Cristina Petraconi; CAIXETA, Eliazor Campos; DI NINNO, C. Q. M. S. A relação entre apnéia do sono, ronco e respiração oral. Rev CEFAC, v. 6, n. 3, p. 266-71, 2004. Acesso em: 14 de Maio de 2020.

5. DE SOUZA CARVALHO, Deusvenir. Síndrome da cefaléia cervicogênica. Revista Neurociências, v. 9, n. 2, p. 57-59, 2001. Acesso em: 14 de Maio de 2020.

6. SOARES, Adriana Almeida; SILVA-NÉTO, Raimundo Pereira. A importância da água nas cefaleias. Headache Medicine, v. 8, n. 1, p. 6-10, 2017. Acesso em: 14 de Maio de 2020.

Tags:

  manhã

  dores

  matinal

  dor de cabeça ao acordar

  dor de cabeça matinal

  dor de cabeça de manhã

  dor de cabeça ao levantar

  cefaleia

  dor de cabeça

Este artigo foi útil?
Sim
Não
Usuários que acharam esse artigo útil:

Recomendados para você